Cirurgia Oral

A cirurgia oral é a área da medicina dentária que se dedica ao diagnóstico e tratamento cirúrgico das doenças, lesões e anomalias dos dentes, bucamaxilares e estruturas anexas.

O ato mais comum na cirurgia oral é a exodontia, que consiste na remoção cirúrgica de um elemento dentário.

Isto acontece quando o problema já não tem solução possível ou quando existe um problema funcional, como é o caso do dente do siso. Muitas vezes ele encontra-se mal posicionado para se poder desenvolver ou mesmo para poder ter uma boa higienização.

 

Quais os outros atos clínicos que compreende?

 

O campo de atuação da cirurgia oral é muito extenso, incluindo, entre outros os seguintes atos: exodontias, extração de dentes inclusos ou presentes, cirurgia endodôntica (realizada quando, por diversos motivos, o tratamento endodôntico não é bem sucedido), cirurgia de patologia cística ou tumoral, cirurgia periodontal, implantologia, cirurgia pré-protética (preparação da boca para que seja colocada uma prótese), cirurgia de lesões infeciosas e traumatologia oral.

 

 

 O que é um dente incluso?

 

A inclusão dentária é uma alteração de desenvolvimento em que um determinado dente, chegada a época normal de erupção, permanece no interior dos tecidos da cavidade oral (osso ou mucosa). Os dentes que se encontram mais frequentemente nesta situação são os terceiros molares (dente do siso), principalmente os inferiores.

Como posso saber se tenho um dente incluso?

O diagnóstico da inclusão de um dente só pode ser efetuado recorrendo a exames imagiológicos, RX , tomografia, etc... . Na consulta será indicado o método de diagnóstico mais indicado.

Tenho um dente incluso. Devo extrai-lo?

Não existe regra geral para a decisão. Os diferentes critérios devem ser ponderados em cada situação clínica. Entre em contacto conosco e agende sua avaliação clínica.

 

 

Os atos cirúrgicos realizados na cavidade oral provocam dor?

 

A evolução que a medicina dentária em geral tem sofrido nas últimas décadas permite-nos afirmar que o desconforto associado a qualquer ato cirúrgico é mínimo. Todos os procedimentos cirúrgicos em si são traumáticos, mas podem ser minimizados. A preparação do ato cirúrgico começa na obtenção da história clínica, diagnóstico e planificação adequada da intervenção. A aplicação de uma técnica anestésica adequada, de uma técnica cirúrgica correta e a adoção de uma terapêutica pós-operatória eficaz permitem um elevado conforto durante e após o ato cirúrgico, com baixo índice de dor

 

 

Como devo proceder antes da realização de um ato de cirurgia oral?

 

Se o procedimento for realizado sob anestesia local, deverá evitar um período longo de jejum na hora da cirurgia. Só no caso de ser submetido a anestesia geral é que deverá estar em jejum várias horas antes da cirurgia.

 

 

Como devo proceder após um ato de cirurgia oral?

 

Os cuidados no período pós-operatório (período compreendido entre o ato cirúrgico e a plena recuperação clínica) são muito importantes para a minimização das sequelas decorrentes do ato operatório e favorecer a cicatrização. Deverá:

 

  • Aplicar gelo no rosto, sobre a região operada, durante as primeiras 24 horas, em períodos alternados de cinco a dez minutos.

  • O gelo deverá ser colocado num saco de plástico e envolvido num pano para evitar queimaduras na face. Em alternativa ao gelo, poderá usar bolsas de gel para crioterapia, que poderá encontrar em qualquer farmácia.

  • Evitar a exposição ao sol, alimentos quentes e duros e esforços físicos até à remoção da sutura.

  • A dieta deverá ser mole ou líquida e fria nas primeiras 24 a 48 horas (gelados, iogurtes, sumos, batidos, gelatina, etc.)

  • Descansar e dormir com a cabeça mais elevada (usar 2 almofadas, por ex.) e deitar-se sobre o lado não intervencionado.

  • Escovar normalmente os dentes e a língua. Na região da ferida operatória escovar com cuidado e preferencialmente com uma escova cirúrgica (muito macia), após as primeiras 24 horas.

  • Fazer bochechos leves 2 a 3 vezes ao dia com um antisséptico oral, durante um minuto, iniciando somente 24 horas após a cirurgia, para evitar a desorganização do coágulo.

  • Evite fumar, principalmente durante as primeiras 24 horas. Cumpra escrupulosamente a medicação prescrita.

 

 

Como proceder se tiver uma hemorragia?

 

É normal sentir um sangramento ligeiro nas primeiras 24 horas. Se esse sangramento for mais intenso (hemorragia), deverá dobrar uma ou mais compressas de gaze esterilizadas, colocar sobre a região sangrante e comprimir com os dentes oponentes até controlar a hemorragia. Se, porventura, necessitar de aplicar mais compressas não remova a primeira, aplicando outra sobre esta. Aplique gelo e evite deitar-se. Em caso da hemorragia persistir, retorne a clínica dentária para a avaliação do dentista.

Galeria de sorrisos
Endereço

Av. Dona Belmira Marin , 857

Pq. América, São Paulo - SP

CEP: 04846-010

grajaudent@gmail.com

Tel: 011- 59275533

cel: 011- 959614998

 

Encontre-nos

© 2015 por Grajaúdent Odontologia.